Reconstrução

A reconstrução da mama não é apenas realizada após um cancro mamário.

Ausência congénita, deformidade, assimetria, traumatismos, transsexualidade são outros motivos possíveis.

Não raramente necessitamos intervencionar a outra mama, que preconizo nunca antes de passados 6 meses salvo raras exceções, para obter uma melhor simetrização.

O mamilo, quando inexistente, reconstruímos passados 6 meses de termos obtido a simetrização completa.

A evicção tabágica operatória é obrigatória para minimizar o risco de complicações.