Ginecomastia

Esta patologia caracteriza-se pela existência de excesso de volume mamário no homem. Importa pesquisar a origem antes de intervencionar pois nem todas têm indicação operatória.

A sua natureza pode ser glandular, adiposa ou mista e ter, ou não, excesso de pele sendo este facto importante para a decisão da melhor técnica a usar.

Pode ser necessário apenas uma lipoaspiração, remover a glândula mamária ou até um excesso cutâneo (implicando estas últimas cicatrizes na pele) ou uma associação destas duas.

No caso dos transexuais o procedimento para remoção da mama é sobreponível.

Geralmente realizada sob sedação ou anestesia geral esta intervenção é quase sempre realizada em regime de internamento assim como, quase sempre, se deixa um dreno aspirativo até ao dia seguinte.

Aconselha-se iniciar massagem de drenagem linfática às 2 semanas e um colete de contenção elástica deverá ser usado por um período de 2 meses.