Dedo em Mola

O dedo em gatilho ou dedo em mola é uma doença que afeta os tendões flexores dos dedos e a respetiva bainha.

É das causas mais frequentes de dor e incapacidade na mão, pode ser uni ou bilateral e abranger um ou mais dedos.

A causa do dedo ficar “engatilhado” é um espessamento da bainha do tendão flexor junto ao local onde entra na sua bainha, na raiz do dedo, sendo o responsável pela dor e ressalto que os doentes referem.

Com o tempo desenvolve-se um nódulo no próprio tendão que pode constituir um obstáculo ao seu deslizamento originando um bloqueio absoluto do dedo em flexão.

É mais frequente no sexo feminino e o seu tratamento definitivo é cirúrgico, no entanto o uso de tala ou anti-inflamatórios pode ser útil nas suas fases mais precoces.

Há quem advogue ainda o uso de corticoides mas, pessoalmente, não preconizo devido à fragilidade tendinosa que o mesmo pode causar.

A cirurgia, simples e sem riscos relevantes, é geralmente realizada sob anestesia local e em regime de ambulatório, resolvendo de imediato os sintomas mecânicos.

O post-operatório é simples podendo o paciente retornar à sua atividade após 12 dias.