Bodylifting

Esta cirurgia, realizada quando existe grande excesso cutâneo na porção mais inferior do tronco, permite remover não só o excedente cutâneo do abdómen e dorso como também fazer um levantamento das nádegas e das coxas.

Esta intervenção, realizada quando existe grande excesso cutâneo na porção mais  inferior do tronco, permite remover não só o excedente cutâneo do abdómen e dorso como também fazer um levantamento das nádegas e das coxas.

Pode-se ainda utilizar o tecido gordo subcutâneo para dar volume nadegueiro.

A cicatriz, na região do púbis, é colocada de forma a ficar escondida pela cueca ou calção ficando apenas visível uma cicatriz pouco perceptível no umbigo.

Este procedimento é realizado sob anestesia geral ou epidural em regime de internamento.

O paciente tem indicação de se levantar no dia seguinte à cirurgia e geralmente, 2 dias após tem alta do Hospital. Os drenos, por vezes, são deixados durante mais alguns dias consoante a drenagem existente.

Deve usar uma cinta elástica de compressão por, pelo menos, 2 meses e iniciar massagens de drenagem linfática às 2 semanas.

Medicação analgésica oral e antitrombótica e evicção tabágica e de esforços físicos são mandatórios.